3 Hábitos para ser um designer melhor

Se você é novo nessa esfera de user interface, branding e design em geral, seus trabalhos iniciais normalmente não vão ser sensacionais a princípio. Mas aqui vão 3 Hábitos que podem te ajudar a ser um designer melhor. Isso vale não só para profissionais novos mas também pode ajudar os que já têm algum tempo de estrada.

 

1. Desenhe

3 Hábitos para ser um designer melhor

Não há dúvidas que na realidade em que vivemos, um computador é essencial para quem trabalha com design. Porém, desenhe, faça o sketch, rabisque, rascunhe ou como preferir chamar. A dica aqui é pegar na caneta e no papel.

Alguns designers começam projetos sem tocar em um computador. Apresentam para seus clientes os traços iniciais e rascunhos em um caderno e a definição do projeto começa a partir daí. Se você trabalha com branding, ui, ux, entre outras diversas áreas, você pode aplicar este princípio.

Além dessa flexibilidade e agilidade em projetos que estão iniciando, estudos apontam que desenhar estimula seu sistema neurológico e melhora sua saúde e bem estar. E ainda há indícios de que este tipo de atividade pode reduzir o estresse e diminuir a taxa de declínio cognitivo.

 

2. Leia

3 Hábitos para ser um designer melhor

Quando trabalhamos com design, em geral, lidamos com os mais diversos tipos de assuntos. Talvez você já está pensando nos clientes que você atendeu das mais diversas áreas. Bom, devido a essa variedade, quanto mais amplo nosso conhecimento, melhores profissionais seremos. E uma das maneiras mais eficazes de fazer isso, é lendo.

Você vai encontrar uma grande quantidade de listas de ótimos livros na internet, inclusive listas específicas para designers.

Eu poderia escrever aqui sobre as vantagens da leitura sobre design, marketing, tipografia, etc. Mas acredito que você já está bem ciente sobre essas vantagens. Gostaria de compartilhar algo que li essa semana. Ser emocionalmente transportado para um livro pode te fazer uma pessoa mais empática. O estudo que levantou este ponto usou um livro de Arthur Conan Doyle, nada mais, nada menos que o criador de Sherlock Holmes.

Veja que não estamos falando de livros complexos ou específicos para cada profissão. Estamos falando de ser transportados emocionalmente para um livro de ficção e que isso pode te tornar uma pessoa mais empática. E que ótima qualidade para nossa profissão.

 

3. Seja curioso

Pessoas curiosas são pessoas ativas. Estão sempre fazendo perguntas e buscando novas possibilidades. Essa é uma característica muito comum em crianças, você pode notar pela quantidade de perguntas que elas fazem ou pelas soluções inusitadas que elas apresentam para os problemas triviais do dia a dia.

“Toda criança é um artista. O problema é o como manter-se artista depois de crescido.” – Pablo Picasso

E se você notar, soluções inusitadas para problemas triviais é uma qualidade de um excelente designer. O famoso “pensar fora da caixa” vem da curiosidade, de não se conformar com respostas padrões.

E como fazer isso? Não rotule, não aceite as coisas como elas são. Vá sempre mais fundo e não tenha medo de fazer perguntas. Mantenha sempre a mente aberta para aprender. Algumas vezes você vai estar errado e ser curioso te ajuda aceitar isso com facilidade.

 

Conclusão

Às vezes o caminho para ser um bom profissional na área de design pode parecer longo. Mas com esses 3 hábitos simples, você pode encurtar bem esse caminho. Desenhar, ler e se manter curioso não são apenas hábitos que te ajudam a ser um melhor profissional, mas como os estudos já mostraram, te ajudam a ser uma pessoa melhor.

Há muitas outras dicas e hábitos que são importantes. Listei aqui os 3 que fizeram um grande impacto na minha carreira. Tem algum outro hábito que você considera essencial para um designer? Fique a vontade para comentar e deixar sua opinião.